Homem que matou caseiro após discussão é condenado a 12 anos em Teresina

A vítima foi morta com um tiro de espingarda em 2017
Por Redação

Após atuação do Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI), por meio da 13ª Promotoria do Júri, a 2ª Vara do Tribunal do Júri de Teresina condenou Marcos Barbosa da Silva à pena de 12 anos de reclusão por homicídio qualificado contra Fernando Geronimo da Silva ocorrido em 2017.

O crime aconteceu em 15 de janeiro daquele ano, no povoado Campestre, zona rural de Teresina. A vítima trabalhava como caseiro em uma fazenda da região e teria denunciado o furto de porcos na propriedade que, segundo a vítima, estariam sendo praticados pelo acusado que por sua vez trabalhava na fazenda vizinha.

Após registro da ocorrência e abordagem da Polícia Militar para realizar busca, o acusado discutiu com a vítima em um bar. Conforme a denúncia do homicídio qualificado, após a disucssão Marcos Barbosa da Silva se dirigiu até a fazenda na qual a vítima trabalhava munido de uma espingarda e a atingiu com um tiro pelas costas.

Por esse motivo, a juíza do 2º Tribunal do Júri da Comarca de Teresina, Daiane de Fátima Soares Fontan Brandão, fixou a pena de 12 anos em regime fechado por homicídio qualificado por motivo fútil e o réu não poderá recorrer em liberdade.

Saiba mais sobre: