Réu é condenado a 45 anos de prisão por roubo e tentativa de homicídio no Piauí

O julgamento ocorreu na sede do Fórum da Comarca de Altos, nessa quarta-feira, 23 de novembro.
Por Redação

A atuação do Ministério Público do Piauí, por meio da Promotoria de Justiça de Alto Longá, resultou na condenação dos réus Sandro da Costa Pereira e Lucas Pires de Araújo a 45 anos e a 39 anos de reclusão, respectivamente, pelos crimes de tentativa de homicídio e três roubos. O julgamento ocorreu na sede do Fórum da Comarca de Altos, nessa quarta-feira, 23.

De acordo com a denúncia, Sandro Pereira e Lucas Araújo, invadiram em setembro de 2020, as residências da avó e da mãe de Paulo Henrique, na cidade de Alto Longá. Na residência da avó, em posse de uma arma Sandro e Lucas procuraram por Paulo não o encontrando roubaram dois celulares e fugiram efetuando disparos para cima. Já na casa da mãe de Paulo Henrique, os condenados dispararam contra o padrasto dele. A vítima foi atingida por cinco tiros, dois no braço, dois na clavícula e um no rosto. Ao reconhecerem que estavam atirando no homem errado, Sandro e Lucas cessaram os disparos e deixaram a residência.

Consta nos autos que a motivação para os crimes é o fato de existir uma disputa entre Paulo Henrique, Lucas Araújo e Sandro Pereira, que envolve briga de facções pelo domínio do tráfico na cidade de Alto Longá.

“Em mais uma sessão do Tribunal Popular do Júri, o Ministério Público trabalhou pela pacificação social, pela justiça e pela defesa da vida, combatendo a perpetuação de problemas estruturais e mostrando que temos instituições fortes que podem combater o crime organizado por meio de ferramentas jurídicas e republicanas”, frisou o promotor Maurício Gomes.