Conferência discute Saúde Mental do Piauí

O evento está em sua segunda etapa, com a realização das conferências macrorregionais
Por Redação

Foto: sesapiConferência discute Saúde Mental do Piauí
Conferência discute Saúde Mental do Piauí

A gerente de saúde mental da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), Virginia Pinheiro, está participando desde a última semana das etapas macrorregionais da Terceira Conferência de Saúde Mental do Piauí. A conferência tem como temática central o fortalecimento e a garantia de políticas públicas, o SUS e o cuidado de saúde mental em liberdade e o respeito aos direitos humanos. O evento traz críticas e propostas para o fortalecimento da rede de atenção psicossocial nos municípios, no estado e no país.

A Gerência de Atenção à Saúde Mental da Sesapi esteve representada pela gerente Virgínia Elaine Pinheiro e pelas técnicas Gisela Brito, Márcia Silva e Monika Barjud, que participaram da atividade com o objetivo de subsidiar o processo de discussão, avaliação e formulação de proposições em defesa do fortalecimento da Rede de Atenção Psicossocial no estado do Piauí.

Para a gerente de saúde mental da Sesapi, Virgínia Pinheiro, é necessário que as discussões sobre a saúde mental pensem além do adoecimento das pessoas, buscando a promoção da saúde e entendendo que não se pode trabalhar a saúde mental sem considerar fatores sócio econômicos.

“Nós precisamos trazer para a pauta a necessidade de articulação junto a outras políticas, tendo em vista que as pessoas apresentam necessidades além da saúde. Além disso, precisamos nos posicionar e ser resistência a todas as tentativas de fragilização das políticas de saúde mental”, disse a gerente de saúde mental.
A primeira etapa do evento foi referente a realização das conferências municipais, atualmente a conferência encontra-se em sua segunda etapa, com a realização das conferências das macrorregiões. Em seguida, será realizada a conferência estadual de saúde mental, por fim ocorrerá a conferência nacional da pasta.

A discussão dentro das conferências buscam melhorias para as políticas de saúde mental, visando a melhoria dos serviços em nível municipal, estadual e nacional.
“O debate sobre o modelo assistencial é legítimo e deve ser realizado em busca dos melhores caminhos para que possamos enfrentar novos desafios da atenção psicossocial. A gerência de atenção a saúde mental da secretaria de saúde do estado tem apoiado tecnicamente o processo de construção das conferências das macrorregiões do estado, para que possamos avançar no  fortalecimento da política de saúde mental nacional”, disse Virginia Pinheiro. 
A conferência ainda contará com as etapas da macrorregião do litoral no dia 26 de abril e da macrorregião Meio Norte no dia 29 de abril.

Saiba mais sobre: