Piauí inicia Semana de Luta contra a Tuberculose nesta terça (17)

Objetivo é levar informações e orientações sobre a doença, que possui tratamento e cura.
Por Redação

Foto: Flávio Moura/SesapiSede da sesapi em Teresina
Sede da sesapi em Teresina

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) inicia, nesta terça-feira (17), a Semana Estadual de Luta contra a Tuberculose. A finalidade é conscientizar a população, mobilizar a sociedade e levar informações e orientações sobre a doença, que possui tratamento e cura. 

Na programação, estão: a elaboração de um Informe Epidemiológico da tuberculose, orientação e apoio aos municípios para busca de casos e a realização de um curso autoinstrucional com foco em casos  clínicos de difícil abordagem voltados para tuberculose infantil.

Segundo a Coordenadora de Doenças Transmissíveis da Sesapi, Karina Amorim, a tuberculose é uma das doenças mais antigas do mundo e ainda é um grave problema de saúde pública do planeta. 

No Brasil, aproximadamente 78.057 casos novos e 5.072 mortes foram registradas em 2022, mesmo a doença sendo tratada e curada em praticamente 100% dos casos. No Piauí, em 2022 foram notificados 1.036 casos e 113 óbitos, representando uma taxa de incidência de 24,6/100.000hab e uma taxa de mortalidade de 2,4/100.000ha. 

"Fator preocupante, por se tratar de uma doença crônica infectocontagiosa de transmissão direta de pessoa a pessoa", afirma.

Para Ivone Venâncio, supervisora estadual do programa de controle da tuberculose, a preocupação é crescente em relação à doença. "Principalmente em alguns grupos populacionais onde há maior vulnerabilidade, como pessoas privadas de liberdade, em situação de rua, pessoas vivendo com HIV/Aids, comunidades quilombolas e imigrantes", destaca a supervisora, ressaltando ainda que vários setores da sociedade devem se mobilizar: "Todos que se disponham a auxiliar no controle e eliminação da doença como problema de saúde pública, e assim melhorar a qualidade de vida da nossa população", finaliza.

Saiba mais sobre: